CSS Hamburger Menu

Fazendas|Beiron

Beiron

Propriedade: Sítio Alto do Córrego da Castorina
Local: Córrego da Castorina - Galileia, Espera Feliz, MG
Altitude: 1150m
5 hectares de lavoura, produção média 150 sacas
Variedade: Catuaí vermelho

Beiron, cafeicultor de 50 anos de idade, é o típico cafeicultor da região do Caparaó que tem o ofício desde pequeno e não se preocupa em inovar a produção. Seu avô e seu pai já trabalhavam com o café no município de Alto Caparaó, onde Beiron nasceu e cresceu envolvido com a cultura. Há 13 anos adquiriu a propriedade, onde está a lavoura atual, através do programa de governo chamado Banco da Terra, onde é possível comprar terras financiadas para a produção agropecuária. No alto dos 1150 metros de altitude, onde existe a nascente do Rio Castorina, Beiron assumiu a nova terra onde já havia uma lavoura de café. Lá se instalou com a esposa e a filha pequena, e focou na cafeicultura tradicional da região, sem preocupação com a qualidade, mas sim com quantidade. Há 3 anos sua filha, Carolaine, casou-se com um rapaz da área urbana, técnico em telecomunicação. Denison, seu genro, e a Carolaine passaram a morar na casa no alto da cordilheira. Para o Denison a cafeicultura era algo novo na sua vida, e passou os dois primeiros anos acompanhando o ritmo do seu sogro. Nos meses anteriores da última safra Denison decidiu visitar alguns produtores da região do Caparaó, ganhadores de concursos estaduais e nacionais, para entender os procedimentos realizados por esses, e decidiu focar em qualidade dos grãos. Convenceu o seu sogro, com muito custo, a realizar a colheita seletiva e a construir um terreiro suspenso, onde secou uma parte da sua colheita. Somente os grãos maduros eram colhidos, lavados em uma caixa de água para retirar os imperfeitos e colocados sobre o terreiro suspenso, onde a Carolaine retirava os grãos verdes que porventura estavam misturados. Beiron, apesar do aumento de trabalho, diz-se satisfeito com o resultado. E prevê que este ano terá ainda mais serviço e novidade, uma vez que agora seu genro ganhou as asas e só pensa em melhoria. Já adquiriram um despolpador, e nas próximas semanas uma estufa será construída para um controle melhor dos seus cafés.

Quer ter seu café reconhecido em todo o mundo? Entre em contato
Outros produtores